› Tratamento

img_destaque_tratamento_agua

PROCESSOS DO TRATAMENTO DA ÁGUA:

As ETAs – Estações de Tratamento de Água – são como verdadeiras fábricas de água potável. Realizar esse tratamento com segurança e qualidade é um processo que envolve diversas fases, todas rigorosamente acompanhadas e monitoradas.

A primeira fase é a captação ou coleta da água bruta nos mananciais.  Feita a captação, a água é transportada através de tubulações até a ETA – Estação de Tratamento de Água.

Começa, então, o tratamento químico da água, através da adição de hidróxido de cálcio (que equilibra o PH da água) e sulfato de alumínio (que funciona como coagulante). A água então passa por um processo de agitação e, em seguida, é movimentada por vários tanques para que as impurezas se aglutinem formando flocos. Os flocos, por serem mais pesados, se acumulam no fundo dos decantadores e são removidos, deixando a água livre de muitas impurezas. Em seguida, a água já mais limpa, passa por filtros que retêm as últimas impurezas restantes.

Vem, então, a fase da desinfecção, em que a água recebe o hipoclorito de cálcio, que garante a eliminação de microorganismos.

Por fim, a água é armazenada nos reservatórios do SAAE e distribuída para a população. Ao longo de todo o processo, são realizadas diversas análises para controlar a qualidade da água, garantindo assim água pura e saudável para a população.

——-

agua

A ÁGUA QUE O SAAE DE MANTENA TRATA:

O controle da qualidade é feito no momento em que a água entra na estação, estendendo-se até as residências, onde existe um monitoramento através de coletas nas residências, escolas, creche e hospitais, realizadas semanalmente, sendo que a potabilidade da água tem de estar de acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde).

Com a vigilância municipal, estadual e federal, o SAAE cumpre criteriosamente a Portaria 2.914/2011-Ministério da Saúde, que são normas e padrão da potabilidade de água destinada ao consumo humano.

Além disso, para chegar até as torneiras com boa qualidade e atender as necessidades da população à água percorre um grande trajeto. Atento a isso o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Mantena, conta com uma equipe que atua no laboratório e nas ETAs, de modo que à população possa tomar uma água sem quaisquer danos `a saúde.

Rotineiramente são feitas as seguintes análises físico-químicas no Laboratório e nas ETA’s do SAAE:

a) Diariamente a cada duas horas são analisados os seguintes parâmetros:

– PH, Cloro residual, Flúor, Turbidez, Cor.

b) uma vez por semana são analisados os seguintes parâmetros:
– Alcalinidade, CO2, Alumínio, Ferro Total, Dureza, Cloretos, Matéria Orgânica.

c) Anualmente são realizados análises semestrais de metais pesados:
– Cobre, cromo, cianeto, fenol, zinco, e manganês.

d) Para realização das análises de pesticidas, cuja frequência é semestral, o SAAE fez convênio com o CISAB, para verificar a presença dos seguintes parâmetros:
– Trialometanos, Clorofenois, Dodecacloro, DDT(todos), Benzeno, Endringama B.H.C(lindano), Pentaclorofenol, Endosulfan, aldrimetoxicloro e Clordano e demais parâmetros recomendados pela portaria  2.914/2011 – MS.

e) Rotineiramente são feitas no laboratório do SAAE as análises bacteriológicas, ou seja, microbiológicas.

PARÂMETROS ANALISADOS

Cloro Resiual

O Cloro é um agente bactericida. É adicionado durante o tratamento com o objetivo de eliminar bactérias e outros microrganismos que podem estar presentes na água.
Concentração mínima exigida = 0,2 mg/l(miligramas por litro) de cloro residual.

Turbidez

Turbidez é a medição da reisitência da água à passagem da luz. é provocada pela presença de material fino(partículas) em suspensão (flutuando/dispersas) na água. A turbidez é um parâmetro de aspecto estético de aceitação ou rejeição do produto.
Valor máximo permissível de turbidez na água distribuída é de 5,0 NTU.

Cor

A Cor é uma medida que indica a presença na água de substâncias dissolvidas, ou finamente divididas (material em estado coloidal). Assim como a turbidez, a cor é um parâmetro estético de aceitação ou rejeição do produto.
Valor máximo permissível de cor água na água distribuída é de 15,0 U.C.

pH
pH é uma media que estabelece a condição ácida ou alcalina de uma água. é um parâmetro de caráter operacional que deve ser acompanhado para otimizar os processos de tratamento e preservar contra corrosões ou entupimentos as tubulações do sistema de distribuição. É um parâmetro que não tem risco sanitário associado diretamente à sua medida.
Faixa recomendada de pH na água é de 6,0 a 9,5.

Coliformes

É um grupo de bactérias que normalmente vivem no intestino de animais de sangue quente, embora alguns tipos possam ser encontrados também no meio ambiente. é uma análise utilizada como indicadora de possível contaminação microbiológica.

Flúor

O flúor é um elemento químico adicionado à água de abastecimento, durante o tratamento, devido à sua comprovada eficácia na proteção dos dentes contra a cárie.
O teor de flúor na água é definido de acordo com as condições climáticas(temperatura) de cada região, em função do consumo médio diário de água por pessoa. A ausência temporária ou variações de flúor na água de abastecimento não tornam a água imprópria para consumo.
O teor de flúor pode variar entre 0,6 a 0,8 mg/l.

   
     

© 2014 - Desenvolvido por Webmundo Soluções Interativas - Todos Direitos Reservados.